Prof. Alan da Costa Macedo - Blog

A educação previdenciária no contexto das reformas da previdência pública brasileira: uma hipótese lógico-indutiva sob as perspectivas filosóficas de Pierre Bourdieu e de Michel Foucault

6 de agosto de 2020

O Artigo, a seguir, escrito pelo Professor Alan da Costa Macedo, foi Publicado na Revista do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (R. Trib. Reg. Fed. 1ª Região, Brasília, DF, ano 32, n. 1, 2020)

RESUMO : O presente artigo tem por objetivo apresentar algumas reflexões lógico-indutivas baseadas em dados extraídos de outras pesquisas correlatas sobre a hipotética imprevidência financeira cultural da sociedade brasileira. Partiu-se da compreensão dos aspectos teóricos relacionados à educação financeira e previdenciária, especialmente, dos aspectos comportamentais presentes nas teorias de Pierre Bourdieu e de Michel Foucault, além de outros autores. Nos resultados obtidos a partir do método lógico indutivo, concluiu-se que a maior parte das pessoas desconhecem as leis relacionadas à previdência pública e estão bastante alheias às reformas legislativas vigentes e às que estão por vir, as quais alteraram substancialmente o perfil do estado de bem-estar social, remetendo-os à necessidade de serem mais previdentes e se acautelarem para as situações de contingência econômica e social. Palavras-chave: Imprevidência cultural. Educação previdenciária e securitária.

 

CLIQUE AQUI E LEIA O ARTIGO NA ÍNTREGRA

Prof. Alan da Costa Macedo - 2020 - Todos os direitos reservados.
Desenvolvido pela Homecard